Post Icon

Sci-fi escrito por mulher: Bloodchild


Octavia E. Butler
 
 

Anos atrás, um grupo de terráqueos deixou a Terra em busca de uma vida livre de perseguição. Agora eles vivem ao lado do Tlic, uma raça alienígena que enfrenta a extinção; sua única chance de sobrevivência é plantar suas larvas dentro dos corpos dos humanos. Quando Gan, um jovem menino, é escolhido como transportador de ovos de Tlic, ele enfrenta um dilema impossível: ele pode realmente ajudar a espécie com a qual ele cresceu, mesmo que isso signifique sacrificar sua própria vida?

Olá Pessoal, tudo bem?
 
Não posso dizer que participo do movimento Leia Mulheres, mas comecei a me atentar mais as minhas leituras e mulheres ainda são minoria. Quando olhamos em alguns gêneros específicos as diferenças ficam ainda mais gritantes, na Ficção Cientifica, por exemplo, nunca havia lido nada escrito por mulheres, então comecei a resolver isso lendo esse conto premiado.
 
Octavia E. Butler foi uma escritora afro-americana que escreveu ficção cientifica feminista e ficou conhecida por inserir questões de racismo e preconceito em suas obras. Recentemente ela teve uma de suas obras publicadas no Brasil, o romance Kindred que vem dando o que falar no meio literário, então decidi conhecer a autora através desse conto, ganhador dos prêmios: Hugo, Nebula e Locus e que tem a versão em inglês disponível de graça na Amazon e foi primeiramente publicado na revista Isaac Asimov's Science Fiction Magazine em 1984.
 
No conto os terráqueos deixaram a Terra e vivem em um outro planeta ao lado de uma outra raça, chamada, Tlic, esses seres seriam bastante diferentes dos homens com tentáculos com ferrões, um corpo mole e para se reproduzir eles precisam dos homens para "incubar" as suas larvas. Terráqueos e Tlics vivem nessa espécie simbiose e servidão.

Algumas fan-arts representando os Tlics
Gan cresceu sabendo que um dia incubaria as larvas de T'Gatoi, uma politica importante no seu planeta, que sempre teve uma relação muito próxima com a família, mas quando o momento se aproxima ele começa a questionar esse destino, mas será que ele realmente tem uma escolha? Se há, quais seriam os motivos para escolhe-la?

O conto subverte muitos conceitos arraigados a sociedade: "é o garoto que engravida; na espécie Tlic são as mulheres que se envolvem em política. são os alienígenas com aparência animal que utilizam os humanos, por causa das suas funcionalidades, deslocando assim o foco do Homem (branco, heterossexual, ocidental etc.) e apostando na diferença, no encontro com o Outro como produtor de novas realidades, novas formas de estar no mundo" (Calent C, 2015 - Litcult).

O conto é muito mais do que uma história onde uma espécie explora a outra é uma história sobre relações, sentimentos e tudo que faz de nós humanos.

Para aqueles que leram eu recomendo um artigo da Revista Litcult que faz uma analise bastante interessante do conto.

Para aqueles que leem em inglês recomendo bastante a leitura!

Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Encerramento do mês: Janeiro/2018


Olá Pessoal,

Desculpem meu sumiço, mas a vida é assim mesmo e as vezes não dá muito tempo de aparecer por aqui, mas a ideia é me organizar melhor, mas esse espaço vai continuar por aqui para compartilharmos leituras, filmes e experiências.

Filmes:

Quando fui organizar esse post que percebi que no final assisti bastante coisa e tinha muito o que falar por aqui.




1 - Muito Bem Acompanhada (2004): O noivo de Ellis (Debra Messing) a deixou as vésperas do casamento e agora sua irmã mais nova Amy (Amy Adams) irá se casar e advinha quem é o padrinho? Jeffrey (Jeremy Sheffield) o ex da Ellis. Desesperada para não aparecer sozinha no casamento ela decide contratar um acompanhante profissional Nick Mercer (Dermot Mulroney) para ser o genro que seus pais sempre desejavam. Com seu jeito atencioso e charme ele vai conquistando a todos ao redor e será que o trabalho vai se transformar em prazer? Um filme levinho, previsível e gostozinho para se distrair. ★★★☆☆




2 - Doce Lar (2002): Melanie (Reese Whiterspoon) é uma estilista bem sucedida e que esta noiva do solteiro mais cobiçado de Nova Iorque  Andrew (Patrick Dempsey) filho da prefeita, no entanto, há um problema ela ainda é casada com Jake (Josh Lucas) seu namorado de infância. Então ela volta para a casa no Alabama, mas lá ela vai se reencontrar com todo aquilo que ela tentou evitar durante todos esses anos. Gostei muito do filme, uma comedia romântica de qualidade, os protagonistas estão muito bem e a química entre eles incrível. Engraçado na medida certa, uma coisa é que durante o filme a gente oscila entre com quem achamos que a protagonista deve ficar e isso conta ponto em um gênero em que os clichês já são parte integrante. ★★★★☆





3 - Casa comigo (2010): Anna (Amy Adams) é uma decoradora de apartamentos que já esta namorando a um tempo com Jeremy (Adam Scott), um medico que não parece muito ansioso para se casar, então ela decide viajar para Dublin e aproveitar uma tradição e pedi-lo em casamento no dia 29 de fevereiro. Porém, não vai ser tão fácil parece que a natureza não quer auxiliar, sem avião, barco ou mesmo ônibus ela vai precisar do auxilio de Declan (Matthew Goode), um charmoso e mal humorado dono de pensão, bar e do único taxi que a cidadezinha onde ela foi parar tem. A história em si é previsível, mas adorei a forma que a história foi desenvolvida, gosto da sintonia entre o casal, além é claro, da fotografia maravilhosa das paisagens do interior da Irlanda. ★★★★☆





4 - Só você (1994): Faith (Marisa Tomei) é uma professora que esta noiva de um médico, mas realmente não esta apaixonada e ela acredita que sua alma gêmea é Damon Bradley, o nome que apareceu em uma brincadeira de infância a tábua Ouija e que foi repetido por uma cigana. As vésperas do seu casamento ela recebe um telefone de um homem chamado Damon Bradley e parte para Itália a sua procura. Mas será que ela vai encontrar seu grande amor? Ou será que o destino escreve certo por linhas tortas? Como toda a comédia romântica segue a fórmula, mas tem uma grande vantagem com relação as outras, afinal temos as lindas paisagens e cenários da Itália. ★★★☆☆



5 - Salvando o capitalismo (2017): Esse é um documentário que tem produção da Netflix, dirigido por Sari Gilman e Jacob Kornbluth traz o professor universitário e ex-secretário do trabalho do governo Bill Clinton, Robert Reich andando pelo interior dos EUA e discutindo com pequenos produtores, empresários e trabalhadores sobre a sua visão de capitalismo e quais os rumos que a economia deve tomar. Interessante até para percebermos que no país mais rico do mundo tem muita desigualdade e entendermos que nem sempre a riqueza do país esta diretamente relacionada ao desenvolvimento e prosperidade de seu povo. Outro ponto interessante do documentário é nos fazer refletir na forma como conduzimos o capitalismo, existe realmente livre comercio? Temos realmente condições de acreditar na auto-regulação do mercado? O quanto lobbies, interesses políticos e pessoais podem influenciar na organização de todo o país. Apesar de, apresentar a visão pessoal dos envolvidos no projeto para mim não é um documentário de respostas e sim, que me suscitou algumas reflexões. ★★★☆☆



6 - Step sisters (2017): É uma produção original do Netflix, um comédia com um tema uma pouco clichê, mas que ao mesmo tempo discute alguns assuntos interessantes como: Sororidade e principalmente apropriação cultural. Falei um pouco mais sobre ele no instagram. ★★★★☆




7 - Rip tide (2017): Cora (Debby Ryan)  é uma jovem modelo filha da diretora de uma grande agência de modelo (Danielle Carter) que sempre quis que a sua filha se tornasse uma grande modelo, mas depois de um vídeo onde Cora caí se torna viral a mesma decide passar um tempo com a tia  (Genevieve Hegney) na Austrália e nessa estada Cora vai fazer novos amigos, se dedicar a novas atividades e reencontrar antigos sonhos. Sua tia Margot também tem seus próprios problemas e dores a enfrentar. Uma comédia teen bastante banal, mas gostosinha, sem falar que a paisagem praiana deliciosa! ★★★☆☆




8 - Universidade de monstros (2013): Depois de assistir Step Sisters fiquei com vontade de assistir outros filmes de universidade, e assisti um vídeo do Pipocando que falava sobre esse filme, então me toquei que não tinha assistido ainda. Aqui acompanhamos Mike Wazowski e James Sullivan universitários, o filme já começa na pura fofice quando Mike ainda criança visita a Monstros SA e se encanta e acaba decidindo que será um assustador, mesmo que todos duvidem dele por não ter o perfil que se espera de um assustador. Sully faz o tipo legado, ou seja, vem de uma família de assustadores, tem o perfil, mas é metido e se sente superior aos outros monstros. Logo de cara eles não se dão bem e há muita rixa entre os dois, justamente porque um é o dedicado, estudioso e nerd (Mike) enquanto o outro é o popular irresponsável (Sully), mas depois de um problema em uma das provas os dois precisam se unir a um grupo de monstros peculiares e rejeitados para ter uma chance de provar que eles podem ser bons assustadores. O filme é muito bom, a animação primorosa no padrão Pixar e com uma história cativante com a qual realmente nos importamos. ★★★★☆





9 - Monstros SA (2001): Depois que eu assisti Universidade de monstros percebi que praticamente não me lembrava desse filme, nele acompanhamos Sully e Mike trabalhando na Monstros SA, assustando crianças para gerar energia através de seus gritos. Sully é o melhor assustador, mas um acaba permitindo que uma criança humana entre no mundos dos monstros, logo as crianças que são consideradas muito perigosas para os monstros e que fofa é a Boo... que logo de cara ganha os nossos corações e aos poucos vai conquistando nossos monstrinhos queridos. É muito legal porque mostra que muitas vezes nossos medos não tem fundamento e que sempre podemos encontrar novos caminhos para solucionar um problema. Mais que recomendado!!! Fofice pura !!! ★★★★★





Series:


1 - Rotten (1.1 - 1.6): Mais uma produção da Netflix nessa serie documental vamos acompanhar uma investigação sobre a indústria de alimentos, sendo em muitos casos bastante antiética, com  adulterações como no caso do mel, disputas injustas e às vezes até violenta.  É bastante focado na indústria americana, mas com um mercado globalizado é impossível não considerar a influencia de outros mercados, inclusive, um dos assuntos discutidos envolve a JBS e sua história de corrupção no governo brasileiro. Os meus episódios preferidos foram os episódios 2 (amendoim) e 5 (leite). ★★★☆☆



Internet:

Quero indicar um canal do youtube chamando: História online que é focado no vestibular e concursos, mas que eu achei uma ótima fonte para todos os que querem um pouco mais de informações sobre história.


Blog:

1 - Meta de leitura para 2018
2 - Resumo do mês de Dezembro de 2017
3 - Balanço Geral: Leituras e Metas
4 - Melhores leituras de 2017
5 - Livros Lidos: Dezembro de 2017
6 - Descobrindo o interior paulista: Piracicaba
7 - Comentário Livro: Conan o bárbaro



Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Conan o bárbaro

Robert E. Howard



O Pipoca & Nanquim tem o orgulho de apresentar a volta de uma das maiores sagas épicas de toda a história da literatura. Conan, o Bárbaro, é a obra máxima do escritor Robert E. Howard, um dos mais celebrados novelistas de sua geração, criador do gênero Espada & Feitiçaria, e principal inspiração para autores de renome indiscutível, como J. R. Tolkien, George Martin e Michael Moorcock. Dividida em três volumes, a saga apresentará na íntegra todas as aventuras de Conan seguindo a ordem em que foram publicadas originalmente na emblemática revista Weird Tales, terá acabamento de luxo com sobrecapa de acetato, ilustrações de artistas como Mark Schultz e Gary Gianni, diversos extras e, pela primeira vez no Brasil, as capas originais de Frank Frazetta.


Olá Pessoal, tudo bem?

Hoje eu gostaria de conversar com vocês um pouco sobre um livro que me surpreendeu muito positivamente: Conan o bárbaro. Para ser sincera, nunca me interessei muito por bárbaros, mas o primeiro lançamento da Editora Pipoca & Nanquim foi Espadas e Bruxas de Esteban Maroto, que eu achei apenas interessante, mas não amei. Então, a mesma editora lançou seu primeiro livro: Conan, que eu nem sabia que tinha surgido primeiro na literatura.

Robert E. Howard foi um escritor americano que viveu entre 1906 - 1936, publicando suas histórias em revistas pulp é considerado o pai da Espada & Feitiçaria, um subgênero da Fantasia. "O subgênero Espada & Feitiçaria é caracterizado pela presença de um herói (um guerreiro, um rei, um escravo, um gladiador...), que se envolve numa jornada/busca/batalha (seja em mundos ficcionais ou em uma versão da nossa própria realidade), em histórias repletas de ação, aventura, terror, e temperadas com elementos místicos" (Guia definitivo da Espada & Feitiçaria).



As histórias originais de Conan eram uma serie de contos, primeiramente publicados na revista Weird Tales, uma das publicações pulp, que eram revistas feitas com papel barato, fabricado a partir de polpa de celulose. Os pulps substituem publicações anteriores como penny dreadfuls, folhetins e dime novels. As pulp fictions eram um tipo de entretenimento rápido, sem grandes pretensões artísticas. Pode-se dizer que ocupavam o lugar das séries de televisão atuais. Embora muitos escritores respeitados escreveram para pulps, as revistas foram mais conhecido por suas histórias sensacionalistas e capas apelativas (Fonte: Wikipédia).

Esse é o primeiro de uma triologia onde serão reunidos todos os contos do bárbaro em ordem de publicação, ou seja, completamente fora da ordem cronológica nesse livro vemos o personagem como rei, ladrão, mercenário e até pirata, pode parecer confuso, mas por incrível que pareça faz sentido.



As histórias são ambientadas na era Hiboriana, que esta ambientada no nosso mundo, mas em eras antigas, logo após o grande cataclisma, representado principalmente pelo desaparecimento de Atlântida. Nesse contexto, surge diversos reinos e povos na região que seria a Europa hoje. Muitos desses reinos são considerados civilizados com seus monarcas e cidades, mas um deles Ciméria, é terra de um povo selvagem e bárbaro e é desse país que vem Conan, o maior entre os homens, forte, inteligente e perspicaz. Além dos muito conflitos enfrentados entre os reinos por causa da cobiça dos homens, ainda há muitos perigos sobrenaturais assombrando a Aquilônia com feiticeiros, monstros e deuses antigos.



O livro esta repleto de aventuras, descrições de cenas de lutas incríveis e a escrita é maravilhosa, vibrante, as imagens criadas são muito vividas e é impossível não se sentir envolvido por todo o contexto. Se espremer o livro sai sangue, mas a leitura é muito mais interessante e envolvente do que eu poderia imaginar em um primeiro momento.

"Ele sentou-se numa pedra ao lado da moça, com espada descansando sobre os joelhos. Com a luz do fogo refletindo no aço azulado de sua armadura, ele parecia uma imagem inteiramente de aço - um poder dinâmico que, por ora, repousava; não descansando, mas imóvel, aguardando um sinal para entrar em ação."
 
O livro é composto por seis contos, além dos extras, um poema sobre a Cimeria, os anais da Era Hiporiana (uma espécie de história do lugar onde se passa a história) e um conto publicado postumamente. Não vou fazer sinopse dos contos, mas meus preferidos foram: A fênix na espada, A cidadela Escarlate e O colosso Negro.
 

A edição esta primorosa na capa uma ilustração primorosa de Frank Frazetta, que foi o ilustrador que criou as bases do Conan e de toda Espada & Feitiçaria, na parte interna há ilustrações a cada capítulo dos contos e algumas ilustrações de página inteira.

 
Título: Conan - O bárbaro
Autor: Robert E. Howard
Editora: Pipoca & Nanquim
303 páginas
 
 
Para quem comprou o livro em pré-venda recebeu um e-book gratuito com um guia bastante completo da Espada & Feitiçaria com os principais nomes da literatura, quadrinhos e os principais filmes de gênero, englobando não somente os EUA, mas também o Brasil e a Europa. Bastante interessante como uma obra de consulta, além de, ser uma boa fonte para descobrir novas obras do gênero.
 
Título: O guia definitivo da Espada & Feitiçaria
Autor: Alexandre Calari, Bruno Zago e Daniel Lopes
Editora: Pipoca & Nanquim
234 páginas
 
Por hoje é isso,
 
E vocês gostam desse subgênero da fantasia? Recomendo muito esse livro para quem esta procurando uma boa leitura de ação e aventura.
 
Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Descobrindo o Interior Paulista: Piracicaba


Olá Pessoal, tudo bem?

Faz algum tempo que nossas viagens por aqui tem sido somente através dos livros, filmes e series, porque ultimamente não tenho tido oportunidade de bater pernas por aí, mas como recentemente eu conheci uma cidade aqui no interior vizinha da minha atual morada resolvi compartilhar com vocês um pouquinho sobre Piracicaba.

Piracicaba é uma cidade localizada no noroeste paulista a 164 km da capital paulista e que tem como principal atração o famoso Rio Piracicaba... sim aquele que "vai jogar água para fora...". Historicamente a base da economia esta na agricultura que ainda hoje é muito relevante para cidade e não é por acaso, que uma das mais importantes faculdades de agronomia do país a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ - USP) se localiza na cidade.

Mas vamos a parte que vocês estão interessados, o que tem de interessante por lá que vale a pena conhecer. Para adiantar gostaria de dizer que passei um domingo por lá e fiquei por ali na região do Rio, então todos os lugares que eu vou falar se localizam nessa região.


Começamos visitando a região do Engenho Central construído em 1881, localizado no parque do rio Piracicaba e foi um dos mais importantes engenhos do Brasil com grande produção de açúcar e álcool, o prédio foi tombado pelo CODEPAC – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico e Cultural e hoje é sede de alguns eventos culturais.


Aproveitamos para passear e conhecer o parque na região e que tem umas paisagens muito lindas do rio.





 Na saída do parque fica o aquário municipal que é pequeno, mas tem entrada gratuita e é muito bem cuidado e eu sou a louca dos aquários, então é óbvio que eu não poderia perder.


Visitamos também o elevador panorâmico que também tem entrada gratuita e oferece uma visão excelente da cidade.



Voltando pela margem do rio aproveitamos para visitar também o Museu da Água essa é uma construção de 1887, onde funcionou a primeira estação de captação e distribuição de água de Piracicaba e de todo o interior paulista. Na época, ter água encanada em casa era privilegio de poucos e a torneira ficava na sala das grandes famílias. Hoje além de um espaço voltado para educação ambiental a estação ainda capta água que é encaminhada para outra estação para ter tratamento adequado. Sem falar que tem uma vista ótima e um jardinzinho lindo nos fundos.







Então terminamos o dia na Rua do Porto comendo um delicioso peixinho...e claro, aproveitamos também para conhecer a feirinha que acontece aos domingos.



Piracicaba é uma cidade muito gostosa e que vale a pena conhecer, ideal para um passeio gostoso de domingo curtindo a beleza do rio e aproveitar para comer um bom peixinho.

E vocês conhecem Piracicaba? Se animaram para conhecer?

Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Livros Lidos: Dezembro de 2017




Olá Pessoal, tudo bem?

Hoje vamos conversar sobre os lidos de Dezembro de 2017.
E para quem leu muito pouco em novembro fiquei bem satisfeita, claro que o especial de natal e as leituras temáticas ajudaram a dar uma aumentada na leitura, e por isso mesmo, amei!!

 


1 - Ligações - Rainbow Rowell (Novo Século): Foi um dos livros lidos por se passar no período natalino. George é uma mulher casada a catorze anos com Neal e sempre acabou priorizando o trabalho a família, então próximo ao Natal ela tem a oportunidade de sua vida e decide que não irá mais viajar com a família para o natal, então Neal, pega as filhas e vai assim mesmo. Depois que, o marido viaja George sente o peso da decisão e sente que precisa muito falar com o marido, então ela utiliza um telefone antigo, e percebe que não esta falando com Neal seu marido de tantos anos e sim, com o Neal seu namorado de anos atrás. Com esse toque de sobrenatural essa é uma história bastante real, sobre um relacionamento que se não for bem cuidado pode se desgastar com tempo, um relacionamento onde existe amor, mas que pode não ser o melhor para os dois envolvidos. Gostei muito, acho a escrita da autora muito fluida e gostosa, além de ter excelentes diálogos. Foi uma escolha muito boa para esse período do ano. Comentário.  ★★★★☆



2 - Um natal comigo - Kristen Proby (Charme): Esse o livro 1.5 (um conto mais estendido) que faz parte de uma serie chamada With me in Seattle e que eu descobri por acaso procurando leituras natalinas, mas não tem problema ler apenas esse conto porque as histórias são independentes. Aqui, temos um casal que passou por um longo processo para ter sua filha e que apesar de se amarem estão se sentindo distantes um do outro e tentam reascender a paixão do relacionamento. A história é bastante sensual e eu realmente não esperava por isso, mas achei legal e rapidinho, bom para dar uma limpadinha na mente. Comentário. ★★★☆☆



3 - Beasts of Burden - Rituais animais - Evan Dorkin & Jill Thompson (Pipoca & Nanquim): Esse é o primeiro volume de um quadrinho que retrata as aventuras de um grupo de animais que lutam contra forças sobrenaturais, sem que ao menos, os humanos tomem conhecimento. São histórias bizarras com: fantasmas animais, zumbies, lobisomens e até bruxas e suas gatas. A arte da Jill Thompson é lindíssima com cores maravilhosas. Comentei e coloquei algumas imagens no instagram. ★★★★☆



4 - Cartas do Papai Noel - J.R.R. Tolkien (wmfmartinsfontes): Esse é um livro muito fofo e perfeito para essa época natalina onde compila as cartas que Tolkien escreveu durante anos aos filhos como se fosse o Papai Noel. Mas não eram simples bilhetinhos, eram cartas que contavam sobre as aventuras do Papai Noel e seus ajudantes, principalmente, o atrapalhado Urso Polar durante a preparação para o Natal, as suas lutas contra os terríveis tragos e as bagunças feitas pelos filhotes. A Edição esta linda com os fac-símiles das cartas, incluindo, os desenhos e ilustrações feitas pelo próprio Tolkien. Vale muito a pena! Comentário. ★★★★★



5 - Eventos semi apocalípticos - Eduardo e Afonso - Yoshi Itice (la gougoutte): Esse foi um quadrinho que eu apoiei através do catarse, conheci o autor por causa de outro projeto: A samurai. Esse é o primeiro do que pretende ser uma série, ambientado em um ambiente apocalíptico conhecemos Eduardo, um rapaz educado e bastante gentil e Afonso, bom Afonso é uma secadora e durante essa aventura não fica muito claro o porque ele é uma secadora, mas é isso que ele é. Eles estão procurando um mago e no meio do caminho eles acabam por encontrar uma outra garota que precisava de ajuda e se metem em confusão. Adorei o traço e principalmente as cores, o argumento é interessante, mas o volume foi introdutório, espero que ele continue conseguindo lançar os próximos volumes. ★★★☆☆

E os contos:



1 - O presente dos magos - O. Henry (Triumviratus): Essa é a história de um casal muito pobre,  que tem poucos orgulhos na vida, mas que estão dispostos a abrir mão dos mesmos para se presentear mutuamente. Um conto muito importante que reflete sobre o que realmente tem valor na vida. Comentário. ★★★★☆




2 - Suave Milagre - Eça de Queiroz (atlântico press): Conto ambientado na Palestina do tempo de Jesus profundamente influenciado pela filosofia cristã e baseado nos evangelhos reforçando a moral. Reflete sobre quem realmente é digno de conhecer Jesus, ou de certa forma, quem é digno de conhecer a verdade. Comentário. ★★★☆☆

Por hoje é isso,
E vocês já leram algumas dessas obras?

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Melhores Leituras de 2017

 
Olá Pessoal, tudo bem?
 
Vamos conversar um pouco sobre as minhas leituras preferidas de 2017, somente para esclarecer são livros que eu li em 2017 e não os que foram lançados esse ano. Outro esclarecimento não são exatamente os livros com maior valor estético ou considerado literatura de maior qualidade, mas assim aqueles que por um motivo ou outro me tocaram mais e como é uma lista feita por mim, esperem por muita diversidade.
 
Os livros estão na ordem que eu li e não em ordem de preferencia, todos tem post no blog e o link esta no título do livro.
 
 
 
Sete minutos depois da meia noite - Patrick Ness: O livro conta a história de um garoto, cuja a mãe esta muito doente, então ele passa a ser visitado por um monstro todos os dias a meia-noite, esse monstro promete contar três histórias até que o garoto esteja pronto para contar a própria história - a verdade. O livro é muito tocante e acho que seria muito interessante para ser lido nas escolas para trabalhar perdas e luto com as crianças. Leitura mais que recomendada e no final acabei de me chorar.
 
 
Golen e o Gênio - Helene Wecker: Esse é um livro de fantasia que traz elementos que não são tão comuns nas fantasias da cultura árabe e judia, ambientado na Nova Iorque do inicio do século XX, as duas entidades folclóricas a Golem (judia) e o Gênio (árabe) enfrentam os desafios de viver em meio a um mundo que não os compreendem, a pesquisa histórica da autora é excelente e as informações são inseridas no livro orgânica sem parecer didático. As duas entidades são opostas em suas atitudes e características, e de certa forma, representa a cultura dos povos a que elas pertencem.  Um livro longo e algumas pessoas podem achar um pouco lento, mas eu achei ideal para a história que contava. Super recomendado!
 
 
 
Cândido ou o otimismo - Voltaire: Esse é um clássico, considerado um fábula filosófica e com essa classificação pode parecer difícil, mas na verdade é um livro muito divertido que conta as desventuras do nosso querido Cândido. O livro é bem episódico e por esse motivo me remeteu ao Dom Quixote, mas com certeza mais rápido. Ele permite duas leituras, podemos ler apenas como uma grande aventura, cheia de peripécias, mas o interessante é realmente aproveitar para refletir sobre as questões filosóficas suscitadas pela história e seus personagens. Acho um bom livro para quem esta começando a ler clássicos, justamente por ser uma leitura mais rápida e dinâmica.
 
 
 
Chico Bento - Arvorada - Orlandeli: Esse é um quadrinho que faz parte do projeto Graphic MSP, que já falei por aqui muitas vezes, esse é a segunda publicação do personagem, e foi a primeira vez que vimos as interpretações de artistas diferentes. Orlandeli foi por um caminho bem diferente do Gustavo Duarte, ele criou uma história sensível que reflete sobre o valor do agora, a importância de aproveitar a vida, tudo isso, com um enredo que discute a perda e usando o Ipê Amarelo como um símbolo, sensível e lindíssimo.
 
 
 
Eu, robô - Isaac Azimov: Já rolou uma fantasia e claro, que precisamos de um sci-fi, esse é um clássico do Azimov. Um livro de contos que conta de forma cronológica a história dos robôs e sua relação com a humanidade. Aqui temos uma psicóloga roboticista relembrando essa trajetória, desde os primeiros robôs domésticos. O que torna esse livro especial, assim como, a maioria das ficções cientificas é que apesar de relatar a história de robôs, na verdade, eles tratam e refletem de temas muito humanos. Uma boa escolha para quem quer iniciar sua aventura por esse gênero.
 
 
A guerra que salvou a minha vida - Kimberly Brubaker Bradley: Esse livro é uma ficção histórica passada durante a segunda guerra e vai contar a história de uma garota que nasceu com um pé torto e por isso, sempre foi rechaçada e muito mal tratada pela mãe que sentia vergonha dela, mas durante a guerra ela também é evacuada junto com as outras crianças de Londres e isso altera-la a vida dela total e completamente. Uma história extremamente sensível, sobre reconstrução da confiança nas pessoas e nos relacionamentos. Maravilhoso!
 
 
 
Ecos - Pam Muñoz Ryan: Esse livro é considerado uma fábula histórica, mas para mim ele é muito mais uma ficção histórica, porque essa parte de fábula é bem no começo com uma história tipo dos irmãos Grimm e tem uma elemento "mágico" que vai permear as três histórias que serão contadas depois. Além do momento histórico próximo a primeira história se passa nos anos 30 durante a ascensão do nazismo na Alemanha, a segunda durante a Grande Depressão nos EUA e a terceira nos EUA durante a segunda guerra propriamente dita, o que une as histórias é o poder transformador da música. De novo, é uma história sensível envolvendo crianças e musicas, então não tem como não me tocar. Recomendado!!!
 
Menção Honrosa:
 
A promessa da rosa - Babi A. Sette: Esse é um romance de época, ou seja, são livros escritos hoje em dia, mas se passam no século XIX e são histórias mais focadas no romance com suas mocinhas casadoiras, bailes e etc. Ou seja, são livros mais levinhos, perfeitos para dar aquela relaxada. Resolvi trazer esse aqui, pois é de uma autora brasileira e a conheci através desse livro, que se mostrou um dos meus preferidos desse gênero, tem muitas reviravoltas, além de não seguir exatamente a mesma formula, colocando a mocinha em situações realmente difíceis e irreversíveis. Gostei bastante das escolhas da autora e da forma como ela conduziu a história. Recomendo para quem já é fã do gênero para conhecer uma escritora brasileira e também acho que pode ser uma boa entrada para quem decidir se aventurar por ele.
 
 
Bom foram essas as minhas leituras preferidas de 2017 e vocês já leram esses livros? Quais foram as melhores leituras de vocês?
 
 
Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS